O Reino do Barém é um país árabe do Sudoeste da Ásia, que já foi português. Seu território é um arquipélago banhado pelo Golfo Pérsico. Tem grande reservas de petróleo. São 1,4 milhões de habitantes. A capital é Manama.

A Ilha do Barém abrigou um centro comercial dos sumérios, no terceiro milênio aC. Na Idade Média, aderiram ao Islamismo. Barém foi governado pelos portugueses de 1521 a 1602 e, pelos persas, de 1602 até 1783, quando se tornou uma dependência da Arábia. No século 19, tornou-se protetorado britânico. A independência foi conquistada em 1971.

Nota: devido à influência britânica, a grafia "Bahrain" para o nome do País, na escrita com o alfabeto latino, é a mais conhecida internacionalmente. Encontra-se também "Bahrein" em mapas antigos e no Diccionario Prático Illustrado (Lello & Irmão, 1941). Foi registrado como Baharem, em 1707, pelo holandês Pieter van der Aa. O nome deriva do árabe, significando "dois mares". Houve tentativas de aportuguesar para Barein (IBGE) e Bareine (Aurélio, 2ª edição). Entretanto, antes de ser britânico, Barém foi português e era, assim, escrito (Da Asia de Diogo de Couto, Lisboa, 1780), grafia ainda adotada por vários autores portugueses.

Barem

 

 

 

Ásia

 

Mapa Barem politico

 

 

Vista da Manama, capital do Barém.

 

Mesquita

 

Ilha Barem

 

Vista parcial de Manama, em 2012.

 

Copyright © Guia Geográfico - Asia Turismo. roteiro de viagem asiático.

 

Forte

 

Interior da Grande Mesquita do Barém (Masjid al-Fatih).

A Fortaleza do Barém (Qal'at al-Bahrain), construída pelos portugueses no século 16, patrimônio da humanidade na lista da Unesco. Era um entreposto na rota comercial do Golfo Pérsico, entre a Mesopotâmia e o Estreito de Ormuz, dominada por Portugal até o início do século 17.

 

Bahrein

 

 

Bahrain turismo

 

Bandeira

 

 

 

 

 

 

Wadiia

 

Ahmed Sadoon

 

 

Divulgação